Membro da tripulação revela como sobreviveu ao desastre de avião

Boliviano sobrevivente tem alta e grava vídeo de agradecimento

Boliviano sobrevivente tem alta e grava vídeo de agradecimento

Tumiri declarou ter sobrevivido porque seguiu à risca o protocolo de segurança (pôs uma mala entre as pernas e ficou em posição fetal). Causa mais provável é pane seca, mas autoridades estão cautelosas para se pronunciar. Todos estão hospitalizados. Conforme reportagem do site GloboEsporte.com, a situação do zagueiro Neto, o último a ser resgatado com vida, é boa. De acordo com ele, pouco após o relato, só se ouviu a voz embargada da controladora de voo da torre. Os dois, conforme as informações das autoridades colombianas, estavam fora de perigo. "O pouco que ela falou foi que as luzes começaram a desligar de forma gradual e que em 40, 50 segundos ela sentiu a pancada".

"Sobrevivi porque segui os protocolos de segurança". Segundo ele, enquanto as pessoas corriam dentro da aeronave, ele posicionou malas sob o corpo e entre as pernas, ficando em posição fetal aguardando o impacto. Com isso, ele conseguiu sobreviver ao acidente, que ainda não teve as causas confirmadas.

O ministro dos Transportes da Colômbia, Jorge Eduardo Rojas, confirmou que as equipes de busca localizaram as duas caixas-pretas do avião acidentado. O objetivo é evitar ainda mais especulação sobre o tema até que a causa do acidente esteja confirmada. Da imprensa, 20 pessoas, entre jornalistas e técnicos, morreram.