Banco Alimentar recolheu 1.100 toneladas de alimentos no primeiro dia da campanha

Leonel de Castro  Global Imagens

Leonel de Castro Global Imagens

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

No ano passado, os Bancos Alimentares distribuíram 27.370 toneladas de alimentos a 2.700 instituições, que os entregaram a perto de 420 mil pessoas carenciadas, sob a forma de cabazes ou refeições confecionadas. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Os alimentos vão chegar a cerca de 1200 pessoas através das 16 instituições em cinco concelhos.

.

Ontem, no primeiro dia da campanha do Banco Alimentar Contra a Fome, foram recolhidas 1100 toneladas de alimentos disse a presidente da instituição Isabel Jonet. "Os portugueses querem contribuir de uma forma construtiva, coesa, cívica e solidária para a resolução dos problemas, na medida das suas possibilidades e quando os projetos são claros e mobilizadores", afirmou Isabel Jonet, Presidente da Federação dos Bancos Alimentares Contra a Fome.

Apesar da campanha oficialmente arrancar apenas hoje, já na quinta-feira alguns supermercados do país aderiram à iniciativa e tinham voluntários do Banco Alimentar a recolher doações.

Os interessados podem dar o seu contributo individual em loja ou participando, até 11 de dezembro, na campanha “Ajuda Vale”, bastando pedir um vale nas caixas dos supermercados com um código de barras específico para os produtos destinados aos Bancos Alimentares.

Ao longo destes anos "foi possível ampliar a ajuda a quem mais precisa de se alimentar", com o envolvimento de cada vez mais voluntários, que entre 1991 e 2015 aumentaram de 150 para 42.000, tal como o número de instituições apoiadas, que subiu de 45 para 2.700.

Na última campanha, o Banco angariou 28 toneladas de alimentos.