PSP investiga agressão violenta a jovem. Vídeo foi partilhado no Facebook

Mãe do jovem agredido em Almada diz que filho foi vítima de uma

Mãe do jovem agredido em Almada diz que filho foi vítima de uma"cilada

A mãe do jovem que foi agredido apresentou queixa no mesmo dia das agressões, 6 de novembro, na esquadra da PSP de Corroios, de acordo com fonte da força de segurança. Todos os jovens envolvidos nas agressões estão identificados e são menores, sendo que quer a vítima quer o agressor têm ambos 15 anos.

Em relação ao vídeo - que tomou proporções virais dada à brutalidade das imagens - serviu como elemento de prova na investigação, adiantou ainda a PSP. O jovem levanta-se a cambalear, visivelmente atordoado. "O Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) delegou a investigação na esquadra de investigação criminal de Almada", acrescenta a mesma fonte.

"Já nos chegaram alguns - poucos - casos semelhantes, mas que envolvem quase sempre jovens maiores de idade e que integram alguns gangues rivais da margem sul do Tejo", disse. O inquérito da PSP já está concluído, sendo que agora o processo passou para a alçada do Ministério Público que determinará a acusação. Por identificar continuam os jovens que assistiram à situação mas não intervieram no confronto para impedir as agressões.

Depois das violentas agressões e de o rapaz se afastar de quem o está a agredir, pode ouvir-se uma rapariga a gritar que o jovem está "a sangrar".

A mãe do menor diz que o filho foi alvo de uma cilada. "Quando ele chegou é que se apercebeu que o colega não estava sozinho e começaram todos a bater-lhe", contou a mãe, revelando que o menor ficou com diversas mazelas físicas e recebeu assistência médica.