Mercado estima menos inflação e alta menor do PIB neste ano

Pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira pelo Banco Central mostrou uma nova queda das projeções para o IPCA para este ano, cuja mediana caiu de 4,70% para 4,64%. Mais de cem instituições financeiras foram ouvidas.

A estimativa de inflação deste ano (IPCA) ficou em 4,64%.

A previsão do mercado financeiro para a inflação em 2018 permaneceu estável em 4,50%.

A projeção de 4,64% na alta dos preços deixaria a inflação dentro do limite máximo da meta do governo.

Entretanto, as contas para a expansão do PIB (Produto Interno Bruto) em 2017 foram reduzidas de 0,50% para 0,49%, após cinco semanas sem mudanças. Já o Ministério da Fazenda trabalha com estimativa de crescimento de 1,0% para este ano.

Em 2015, houve uma contração de 3,8%, a maior em 25 anos. Para 2018, o mercado elevou a previsão de alta de 2,20% para 2,25%.

Na primeira reunião do ano do Comitê de Política Monetária (Copom), ocorrida há três semanas, seus membros optaram por reduzir a taxa básica de juros de 13,75% para 13,00% ao ano. A expectativa é que a Selic encerre 2017 a 9,50% e 2018 a 9,0%, sem alterações sobre o levantamento anterior.

O Boletim Focus desta segunda-feira (6) apontou ainda que as estimativas das instituições para a taxa de câmbio em 2017 mostrou-se estável. Com isso, estimaram que o processo de corte dos juros terá continuidade no ano que vem.

No caso de 2018, a projeção para o câmbio no fim do ano seguiu em R$ 3,50. No último Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado no fim de dezembro, o BC projetou recuo de 3,3% do PIB em 2016 e avanço de 0,8% para 2017.

O mercado estipula resultado de US$ 46,5 bilhões para a balança comercial de 2017.

Para as transações correntes, (todas as operações do Brasil com o exterior) a projeção de déficit ficou em US$ 26,50 bilhões. Já a estimativa para a entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil em 2017 permaneceu inalterada, em US$ 70 bilhões, informou o Banco Central. Para 2018, a estimativa dos analistas ficou estável em US$ 71,9 bilhões.