OMS declara fim da epidemia de febre-amarela

Febre amarela- vacinação

Febre amarela- vacinação

"Esta resposta sem precedentes esgotou o estoque global de vacinas contra a febre amarela várias vezes".

Já foram registradas 80 mortes e 243 casos por febre amarela desde que a epidemia começou.


Em comunicado, o órgão diz que, com a chegada do Carnaval, é preciso que os visitantes sejam imunizados com ao menos dez dias de antecedência. Essas pessoas devem tomar a vacina contra a febre amarela dez dias antes de embarcar. A nova lista inclui Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Tocantins.

Em apenas uma semana, o Ministério da Saúde registrou 176 novos casos suspeitos de febre amarela em Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Bahia, Tocantins e Rio Grande do Norte.


Uma vez no Brasil, o turista deve tomar "medidas para evitar picadas de mosquito", conhecer os sintomas da febre amarela e, caso desenvolva algum mal-estar, procurar imediatamente um médico. Ao todo, a pasta investiga 1.236 casos de pacientes que podem ter contraído a doença.

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta que 82 pessoas morreram por febre amarela em Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo desde o início do surto. Outras 145 mortes surgiram como suspeitas de terem ligação ao vírus, mas nada foi comprovado cientificamente.


Segundo a instituição, a "transmissão do vírus da febre-amarela continua a expandir-se para a costa atlântica do Brasil em áreas não consideradas em risco de transmissão antes da revisão da avaliação de risco, publicada de 27 de janeiro", que agora inclui também cidades do estado da Baía.