Os pitacos de Aécio sobre a Justiça

Carlos Velloso deve assumir Ministério da Justiça

Carlos Velloso deve assumir Ministério da Justiça

PMDB e PSDB estavam brigando nos bastidores para ver quem levava o ministério da Justiça.

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Velloso foi convidado pelo presidente Michel Temer para ser o novo ministro da Justiça. O mais provável, no entanto, é que a Secretaria continue onde está porque não há espaço no orçamento para criar uma nova estrutura. A decisão deve ser tomada nesta sexta-feira (17). Eles justificam que os espaços de "força política" são a presidência da Câmara, hoje com o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ); a Secretaria de Governo; a liderança do governo (PSC); ou ministérios "robustos", como Saúde (PP), Educação (DEM) e Cidades (PSDB). O ex-ministro é um dos cotados para a vaga no Ministério da Justiça.

A previsão feita por uma das fontes, no entanto, é que a situação esteja definida no início da semana que vem.

Velloso assumiu a cadeira de ministro do STF em julho de 1990, nomeado pelo então presidente Fernando Collor de Melo (atualmente no PTC).

O advogado conversou com Temer na noite desta quinta-feira (16) sobre o caso.

Michel Temer disse que está estudando o caso e já afirmou que não tem um prazo para a indicação do substituto de Alexandre de Moraes. A avaliação de auxiliares próximos é que a indicação de Moraes ao STF e a nomeação de Moreira Franco como ministro haviam queimado a pouca margem que o governo tinha com a opinião pública, já desconfiada de que o Planalto quer de alguma forma bloquear as investigações sobre corrupção.

Em declaração ao Blog do Camarotti, um interlocutor do ex-presidente do STF afirmou que a chance de ele aceitar o cargo de ministro da Justiça no governo Temer está "entre 6 e 7" em uma escala de 0 a 10.