CAMPEONATO MINEIRO Atlético Mineiro perde para a Caldense fora de casa

Adamar Gomes  AG Esportes

Adamar Gomes AG Esportes

No intuito de arrecadar mais com a bilheteria, a URT decidiu levar a partida de ida das semifinais do Campeonato Mineiro, contra o Atlético-MG, para o Mineirão. "O Mamoré não tem centro de treinamento e todo o trabalho do clube é feito no estádio, o que compromete sua qualidade, já que a preparação da equipe no Módulo II foi toda feita lá", justifica o presidente da URT, Roberto Miranda, em entrevista ao Hoje em Dia.

A Federação Mineira de Futebol confirmou, nesta segunda-feira, os dias e horários dos jogos das semifinais do Campeonato Mineiro. O Cruzeiro, por sua vez, faz o clássico com o América às 16h, na Arena Independência.

O primeiro parágrafo do artigo 38 diz que "por inversão de mando de campo entende-se um clube, constando como mandante na tabela de jogos divulgada, jogar na casa do adversário e vice versa". "Mas a vistoria no gramado do Bernardo não passou (laudo venceu dia 7/4), então, por isso, jogaremos em Belo Horizonte", explicou o mandatário ao Superesportes. E, de acordo com a FMF, o time de Patos de Minas optou por realizar a partida no Mineirão, com o compromisso sendo agendado para as 11 horas do domingo. Ainda conforme a nota, a péssima condição do gramado do Estádio Bernardo Rubinger, vistoriado por empresa especializada na manhã desta segunda, aliada à falta de laudos de segurança vigentes, impediu que o jogo acontecesse em nossa cidade.

Com a realização do primeiro jogo no Mineirão, mesmo com mando da URT, o Atlético se beneficia de expediente que combateu com veemência no Brasileirão. Em fevereiro, na reunião do Conselho Técnico da CBF, o Atlético sugeriu a proibição da "venda e inversão de mandos" nas Séries A e B do Brasileiro. Isso é contra qualquer fair play. Nas duas ocasiões, os visitantes tiveram mais torcedores.