Manchester United vence Chelsea e aumenta emoção na Premier League

Chelsea perde e disputa é reaberta

Chelsea perde e disputa é reaberta

Neste domingo de Páscoa, no Old Trafford, os Red Devils bateram os Blues por 2 a 0, pela 33ª rodada do Campeonato Inglês. Antonio Conte não pôde contar com Courtois, o guarda-redes habitualmente titular, e também com o lateral esquerdo Marcos Alonso, lesionado durante o aquecimento, mas o técnico italiano não se desculpou com as ausências: "Não fizemos um bom jogo e o United mereceu ganhar porque mostrou mais paixão, ambição e motivação".

Na próxima rodada, a 34ª do Campeonato Inglês, o líder Chelsea jogará em Stamford Bridge contra o Southampton, nono colocado na competição, no dia 25. Os jogadores do Chelsea reclamaram de toque de mão de Ander Herrera para fazer um corte ainda no campo do United. O jornal britânico The Sun divulgou que, por conta da lesão no tornozelo, o belga pode também perder a semifinal da Copa da Inglaterra contra o Tottenham no próximo sábado (22).

O primeiro gol do clássico em Manchester foi marcado na etapa inicial pelo atacante Marcus Rashford.

Agora, na classificação, o Man. United tem menos quatro pontos do que o City (mais 1 jogo) e menos seis do que o Liverpool (mais 2 jogos). Neste período, são 12 vitórias e dez empates. E o United abriu o placar logo aos sete minutos, com Rashford finalizou para o gol um jogada originada por um contra-ataque. Por falta dura em Fellaini, Cahill recebeu cartão amarelo já aos dois minutos.

Aos 83 minutos, Mourinho substituiu Rashford, exausto, por Zlatan Ibrahimovic, que não deu o mínimo sinal de enfado por ter ficado no 'banco' ao entregar-se ao jogo com total disponibilidade e espírito de sacrifício. Diego Costa concluiu de fora da área sem perigo já nos acréscimos. O United, vai até Burnley para encarar o time da casa no domingo, 23.