Queda de pequeno avião em Portugal deixa ao menos cinco mortos

Avião cai no norte de Portugal

Avião cai no norte de Portugal

A aeronave descolou do aeródromo de Tires, tendo-se despenhado cerca de dois mil metros depois da descolagem, caindo perto de uma superfície comercial, nomeadamente nas traseiras do supermercado Lidl. Não está confirmado que a pessoa que morreu em terra, o condutor do camião, era português.

Várias pessoas que assistiram à queda de uma avioneta, esta segunda-feira, em Tires, relatam "acrobacias" e "várias piruetas no ar" antes de o aparelho se despenhar no estacionamento de um supermercado.

As quatro vítimas confirmadas pelo gabinete governamental são o piloto e os três ocupantes (todos adultos) da aeronave, que tinha matrícula suíça, acrescentou a mesma fonte.

Haverá ainda quatro feridos ligeiros confirmados.

Segundo o canal televisivo, a aeronave saiu de Geneva, na Suíça, no passado dia 14 de Abril, fez escala em Marselha, França, e aterrou em Tires.

"Foi de imediato acionado o plano de emergência do aeródromo e, dessa forma, acionados os meios internos e externos para fazer face a este acidente", afirna a Câmara de Cascais em comunicado.

O aeródromo de Tires encontra-se encerrado.

No local estão 83 operacionais, de oito entidades, apoiados por 24 viaturas. A quinta vítima estava no solo, confirmou ao DN fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Lisboa (CDOS). "Tudo indica que ocorreu uma explosão no ar", referiu à Lusa fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil, acrescentando que o incêndio já está dominado. No local onde a aeronave caiu podem observar-se vários telhados de chapas de zinco queimados e destruídos. Foi recebido pelo presidente da Câmara de Cascais, que também ali se deslocou, juntamente com outros responsáveis do município.