Vasco vence Botafogo e é campeão da Taça Rio

Matheus Fernandes ficou no Rio de Janeiro Vitor Silva  SS Press  Botafogo

Matheus Fernandes ficou no Rio de Janeiro Vitor Silva SS Press Botafogo

A Taça Rio é do Vasco.

Agora, o Vasco chegou a dez títulos da Taça Rio, superando o Flamengo que tem nove taças. Antes do apito final, ainda deu tempo de Luis Fabiano desencantar e marcar seu primeiro gol com a camisa alvinegra. O Fabuloso, finalmente, quebrou seu jejum com a camisa cruz-maltina.

O primeiro tempo no Estádio Nilton Santos colocou frente a frente dois estilos.

Outro fator importante da final é manter o time com ritmo de jogo.

As coisas começaram a ficar mais complicadas para o Botafogo aos 18 minutos. Helton Leite fez uma defesaça. De acordo com o jogador, o Vasco precisa estar atento para não ser surpreendido. O time deles é bom, rápido, mas soubemos neutralizar, aproveitamos a bola parada e no contra-ataque definimos o jogo. Aos 41 minutos, Nenê cobrou o escanteio, a zaga alvinegro não afastou direito e o jovem Douglas apareceu dentro da área para conferir.

Em seguida, Nenê cruzou, Helton deu um tapinha, e Luis Fabiano, numa espécie de bicicleta, mandou para fora. Bruno Silva cabeceou para linda defesa de Martín Silva. Logo depois, Leandrinho sentiu um problema muscular e teve que ser substituído. O jogador do Botafogo deixou o campo chorando muito.

Nos dois jogos em que Luis Fabiano desfalcou a equipe, o técnico içarense Milton Mendes optou por dois substitutos diferentes. Antes da cobrança, Rodrigo e Marcelo se desentenderam e provocaram grande confusão entre os jogadores das duas equipes. Já o Botafogo faz mistério, mas deve atuar com um time reserva, já que segue focado na Libertadores, principalmente após a empolgante vitória sobre o Atlético Nacional na Colômbia. O Vasco respondeu com um lançamento longo para Luis Fabiano, mas Helton Leite saiu do gol e afastou o perigo.

Em lances sucessivos, Botafogo e Vasco tiveram chances para concluir, mas Guilherme e YagoPikachu concluíram mal. O Botafogo mantinha Sassá isolado e encontrava dificuldades para organizar jogadas ofensivas.

O Vasco tirou uma diferença do Botafogo em finais. No entanto, o discurso no Cruz-Maltino é de valorizar a partida. Wagner levantou a bola na área, Douglas desviou e Helton Leite salvou o Glorioso.

O Botafogo só ameaçava em bolas paradas.

Em uma metade inicial de poucas emoções, Silva fez uma bonita defesa em cabeceio de Bruno Silva, um dos que voltou para disputar a final. Luis Fabiano apanhou o rebote e bateu forte, mas a bola bateu no ferro que sustenta a trave.

A pressão aumentou e, aos 41 minutos, o Vasco marcou o primeiro gol.

O Botafogo desanimou e acabou sofrendo o segundo gol aos 48 minutos.