Vídeo: Vereador da CDU da Câmara de Cascais detido pela PSP

Vereador do PCP diz que foi detido porque alguém o indicou como

Vereador do PCP diz que foi detido porque alguém o indicou como"alvo”

Clemente Alves, vereador do PCP na Câmara Municipal de Cascais e candidato da CDU à presidência da autarquia, foi esta terça-feira detido pela PSP, confirmou o DN junto de fonte do município.

A empresa encarregada da obra, chamou as autoridades, que pediram aos moradores para abandonarem o local, ordem que não foi acatada.

Foi levado para a esquarda, por resistência e coação às autoridades.

A PSP tem uma versão diferente, alega que o vereador do PCP acabou por ter uma reação agressiva perante os agentes, que acabaram por detê-lo.

A PSP diz que Clemente Alves não obedeceu às ordens, resistiu e mal tratou um polícia e por isso foi detido. "Uma vergonha para a PSP de Cascais!", pode ler-se. "Ao mesmo tempo que diziam isto e me empurravam", garantiu ao SOL, acrescentando que o atiraram ao chão e o levaram algemado para a esquadra da PSP.

Clemente Alves foi detido por resistência e por não acatar as ordens que lhe foram dadas.

Ao que o Notícias ao Minuto apurou junto de fonte policial, Clemente Alves participava numa ação de protesto contra a construção de um parque de estacionamento em Quinta da Carreira.

Segundo um comunicado da organização da manifestação, os populares estão contra a continuação dos trabalhos, "que se encontram repletos de diversas anomalias técnicas, jurídicas e contrárias ao interesse da população, a qual, aliás, nunca foi ouvida". "É uma falta de respeito pelos moradores, que esteja a ser construído um parque de estacionamento num local onde deveria nascer uma zona de lazer".