Papa: Trinta mil peregrinos caminham para Fátima, GNR não regista incidentes

Papa Francisco

Papa Francisco

A uma semana da visita do papa Francisco a Fátima, 26 autarquias dizem ainda não ter decidido e 19 não responderam, ao passo que Aveiro celebra o feriado municipal (dia de Santa Joana).

Segundo a mesma fonte, "estes números dizem respeito apenas às peregrinações organizadas e comunicadas", pelo que o número final de peregrinos "deverá ser superior".

"A maioria dos 30 mil peregrinos já na estrada é proveniente de Bragança, Porto e das beiras, notando-se uma grande quantidade de jovens, muitos deles universitários", lê-se no 'site'. Por enquanto, as autoridades não comunicaram incidentes nas estradas, e a recomendação é de que sempre que possível o peregrino opte por andar pela calçada para evitar acidentes.

Vai ser a quarta vez que a cidade de Fátima recebe um Papa.

Além disso, o Governo invoca as "contingências de segurança indispensáveis a um evento desta importância e dimensão e o seu inegável impacto na mobilidade dos cidadãos e no tráfego rodoviário, em todo o território, provocado pelo aumento de circulação nas vias rodoviárias de acesso a Fátima" e lembra a "a tradição já existente, sedimentada na concessão de tolerância de ponto aquando das visitas a Portugal de Suas Santidades o Papa João Paulo II e o Papa Bento XVI".

Bruno Marques adiantou que "todos os elementos dos grupos de peregrinos a pé devem fazer a utilização de roupas claras e coletes refletores, dia e noite".

Em relação aos condutores, a GNR reitera o pedido para evitarem circular na autoestrada 1, optando antes pelas autoestradas 23, 13 e 8, assim como pelo itinerário complementar 9.