Comissão Europeia multa Facebook em 110 milhões de euros

O Facebook está prestes a ser penalizado por reguladores antitruste da União Europeia

O Facebook está prestes a ser penalizado por reguladores antitruste da União Europeia

O órgão antitruste da União Europeia (UE) multou nesta quinta-feira o Facebook em 110 milhões de euros (cerca de 383,8 milhões de reais) por fornecer informações incorretas ou enganar autoridades na aquisição do aplicativo de mensagens WhatsApp, em 2014.

"Esta é a maior multa imposta em um procedimento de infração sobre uma fusão", afirmou um porta-voz do Executivo comunitário, Ricardo Cardoso, para quem a multa é "proporcional e dissuasiva", pois levou em consideração a cooperação do Facebook no processo.

Durante o escrutínio regulatório do acordo do WhatsApp em 2014, o Facebook disse ao órgão de concorrência da UE que não tinha como saber seguramente a base de usuários das empresas.

"Atuámos de boa-fé desde o princípio das nossas interações com a CE e tratámos de proporcionar informação precisa em cada momento", assegurou o porta-voz num comunicado.

"O anúncio de hoje encerra o caso", completou.

"A Comissão descobriu que, ao contrário das declarações do Facebook no processo de revisão da aquisição de 2014, a possibilidade técnica para corresponder automaticamente as identidades dos usuários no Facebook e no WhatsApp já existia em 2014, e o pessoal do Facebook estava ciente de tal possibilidade".

Contudo, em agosto de 2016, a WhatsApp anunciou uma atualização das condições e da política de confidencialidade, incluindo a possibilidade de associar números de telefone dos utilizadores do WhatsApp aos seus perfis de Facebook.

Em comunicado, a rede social garante que os equívocos cometidos durante as negociações de compra do WhatsApp não foram intencionais.