Governo do DF lança aplicativo sobre aleitamento materno

Regional faz ação para incentivar mães na Semana Estadual de Doação de Leite Materno

Regional faz ação para incentivar mães na Semana Estadual de Doação de Leite Materno

Na primeira visita da equipe, a técnica em banco de leite irá solicitar a sorologia do pré-natal e comparar os resultados com as normas da rede do banco de leite.

Doe leite materno, seja solidário e salve vidas! Muitas dessas crianças precisam permanecer internadas assim que nascem até terem condições de ir para a casa.

A própria pasta admite que, apesar da mobilização, o número de doações no país ainda é baixo em relação à demanda.

Para manter o estoque de leite da unidade, o espaço aceita doação de voluntárias em período da amamentação e que tenham excedente lácteo.

São acordos firmados de cooperação técnica para a implantação do banco de leite humano no país. Em todo o ano passado foram 136 litros. De 1990 a 2012, a taxa de mortalidade infantil no Brasil reduziu 70,5%.

De acordo com a legislação que regulamenta o funcionamento dos bancos de leite no Brasil (RDC nº 171), para se tornar doadora a mulher deve ter excesso de leite, ser saudável, não usar medicamentos que impeçam a doação e se dispor a ordenhar o leite que sobra.

De acordo com a pediatra Maria Suely Barros, que atua no banco de leite da unidade, as ações pretendem incentivar a doação e diminuir carências do estabelecimento, que libera 500 ml de leite diariamente, quando o ideal seria 4 a 5 mil litros para atender aos bebês da maternidade. Por isso, a mulher não precisa se preocupar em encher o pote para fazer a doação.

Antes da coleta, a orientação é que a doadora faça a higiene pessoal, cobrindo os cabelos com lenço ou touca, usando pano ou máscara sobre o nariz e a boca, lavando bem as mãos e os braços (até o cotovelo) com bastante água e sabão. O leite deve ser coletado em local limpo e tranquilo guardado em vidros com tampas de plástico de qualquer tamanho, devidamente esterilizados. É muito deficiente o setor e, devido a isso, pedimos às mães que amamentam e têm leite de sobra, para que venham à Santa Mônica e procurem o banco para fazer sua doação. O leite humano extraído para doação pode ficar no freezer ou no congelador da geladeira por até 10 dias.

Pensando nisso, o Banco de Leite de Ponta Grossa, instalado no Hospital da Criança João Vargas de Oliveira, promove uma ação nesta sexta-feira (19), das 8 às 12 horas, para orientar as mães que estão com leite sobrando para doar para ao banco.