Protestos tomam as ruas do país por 'Fora Temer' e 'Diretas Já'

Manifestações anti Temer reúnem centenas na av. Paulista e em Brasília

Manifestações anti Temer reúnem centenas na av. Paulista e em Brasília

A concentração começou por volta das 17h30 (de MS) e a passeata terminou cerca das 19h30 desta quinta-feira (18). Ou seja, ainda se faz necessária a aprovação, de três quintos dos parlamentares em duas votações na Câmara e no Senado, à proposta de emenda à Constituição (PEC) 227/2017, de autoria do deputado Miro Teixeira (Rede-RJ), que determina eleições diretas em caso de vacância da Presidência, alterando a Constituição de 1988, já que a mesma afirma que "em caso de impedimento conjunto do Presidente e do Vice-Presidente da República ou vacância dos respectivos cargos, serão chamados, sucessivamente, ao exercício da Presidência, o Presidente da Câmara dos Deputados, o do Senado Federal e o do Supremo Tribunal Federal", vetando as eleições diretas.

Uma manifestação pedindo a saída do presidente Michel Temer do poder e a convocação de eleições diretas foi realizada em João Pessoa.

Segundo o jornal, o empresário Joesley Batista, proprietário da JBS/AS entregou à Procuradoria Geral da República (PGR) a gravação de uma conversa em que Temer dá aval para a compra do silencia do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB), preso na Operação Lava Jato.

Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Brasília e outras capitais brasileiras tiveram manifestações pela renúncia de Michel Temer ontem sob o efeito do pronunciamento em que o presidente afirmou que não entregaria o cargo. Um grupo menor, no entanto, resolveu seguir até a Avenida Ipiranga, onde foram registrados alguns confrontos com a Brigada Militar (BM). Dessa forma, houve uma eleição indireta no ano seguinte, quando Tancredo Neves foi eleito presidente em campanha contra Paulo Maluf.

O chamado tem sido compartilhado por páginas no Facebook de movimentos sociais, está sendo organizado pela CUT, CTB, Intersindical, UGP, Nova Central, Central Pública, CGPB, Frente Brasil Popular, Povo Sem Medo e Força Sindical. A última estimativa oficial da Polícia Militar do Distrito Federal é de 400 pessoas. Os presentes exigem eleições diretas e rechaçam a possibilidade de que, após uma possível queda de Temer, o Congresso escolha quem deve ocupar o cargo máximo do Executivo. Os policiais utilizaram bombas de gás para dispersar os manifestantes. De acordo com a organização, cerca de 300 pessoas participaram do ato, que foi encerrado às 18 horas.

No Rio de Janeiro, o ato foi na Candelária, no centro da cidade. "Durante os 12 anos de governos do PSDB, com Aécio e Anastasia, ela coordenou a comunicação e ficou conhecida como mãos de tesoura".