Túnel do Marão: Passageiros saem ilesos de autocarro incendiado

Operações no Túnel do Marão concluídas

Operações no Túnel do Marão concluídas

O incêndio com o autocarro de passageiros foi o primeiro acidente do género, em dimensão, ocorrido num túnel em Portugal.

Um autocarro incendiou-se ao fim da tarde deste domingo dentro do túnel do Marão. Não se sabe ainda o que terá estado na origem do fogo, mas a empresa proprietária do autocarro já anunciou que vai abrir um inquérito para apurar as causas. A dificuldade dos bombeiros em entrar no túnel prendeu-se com o fumo, que era "muito denso". No sentido inverso, Vila Real-Amarante, o tráfico poderá ser retomado durante esta segunda-feira. Nenhum sofreu ferimentos, apesar de não terem podido aguardar numa das galerias do túnel, construídas para esse tipo de situações de emergência.

O incêndio deflagrou por volta das 20.30 horas, cerca de 1200 metros depois da entrada no sentido Amarante-Vila Real. O problema é que a abertura de portas entre duas galerias permitiu que o fumo intenso alastrasse nessas salas inviabilizando o seu uso.

Pedro Teixeira, que circulava no sentido oposto contou ao JN que os condutores ficaram parados dentro do túnel durante 30 minutos.

Ao Jornal de Notícias, Orlando Matos, comandante dos Bombeiros da Cruz Branca de Vila Real, indicou que o autocarro ficou "totalmente destruído" e o incêndio "terá provocado danos na estrutura ao nível da iluminação". Na operação estiveram 54 homens e 23 viaturas.