Santos vence Palmeiras, veja o gol e os melhores lances — Campeonato Brasileiro

Roger Guedes marcou um dos gols da vitória do Palmeiras

Roger Guedes marcou um dos gols da vitória do Palmeiras

Ricardo Oliveira deve ficar a disposição de Levir Culpi pela primeira vez no próximo sábado, quando o Santos enfrenta a Ponte Preta, às 21h (de Brasília), no Pacaembu, pela oitava rodada do Brasileirão. Caso vençam, os dois times paulistas vão se cruzar. Porém, Vanderlei e Kayke fizeram a diferença e tiraram a morosidade do confronto. Levir ouviu Elano e os demais integrantes da comissão técnica para entender a formação da equipe.

O atacante Willian tem sido uma das principais armas do Palmeiras nos últimos jogos e será, mais uma vez, na noite desta quarta-feira em clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, a partir das 21h45, em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Santos chegou aos 12 pontos e passou a ocupar a quarta colocação do Brasileiro. Logo aos três minutos, Copete lançou para Bruno Henrique dentro da área.

Somente quando Róger Guedes acertou um chute no travessão, aos 23 minutos, o Palmeiras conseguiu equilibrar o jogo. No domingo, o Palmeiras visita o Bahia, às 16h, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

O Palmeiras não esconde que está no mercado de olho em mais um atacante, entre eles, Richarlison, do Fluminense. Mesmo assim, a oportunidade inicial do Verdão. O santista se enrolou com o palmeirense Edu Dracena, que ficou no chão. Vendo com a derrota, agora é moda falar, mas o desempenho foi muito bom, acima do que um time precisa para conseguir um empate. Porém, a equipe alviverde parava em Vanderlei, que salvou o Peixe em diversas oportunidades. Sofrendo com a pressão do rival, o técnico Levir Culpi resolveu dar mais segurança ao sistema defensivo e colocou Leandro Donizete em campo no lugar de Kayke. Destaque para o goleiro Vanderlei, grande responsável pelo triunfo santista. O Palmeiras de Cuca, que fechava todos os espaços possíveis, principalmente com Thiago Santos, só deixou o lado direito para Jean Mota e Copete, que buscavam Kayke. PALMEIRAS: Juninho, Tchê Tchê.

Uma das queixas mais comuns ao trabalho de Dorival desde 2016 era sobre o controle do elenco por alguns jogadores, como Ricardo Oliveira, David Braz, Victor Ferraz e Renato.

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Edu Dracena, Antônio Carlos e Juninho; Tchê Tchê (Jean), Thiago Santos (Raphael Veiga), Zé Roberto (Keno) e Guerra; Róger Guedes e Willian.

Recommended News