19 mortos no incêndio em Pedrógão Grande

Incêndio na região Centro de Portugal faz 19 mortos

Incêndio na região Centro de Portugal faz 19 mortos

Antes de o chefe de Governo ter feito o novo balanço, o secretário de Estado Jorge Gomes explicou pelas 23h40 que três das então 19 vítimas mortais anunciadas tinham perdido a vida devido à inalação de fumo na via pública e 16 dentro das viaturas, depois de serem apanhadas pelo fogo na estrada.

Casas ardidas, "alguns feridos" e localidades sem luz são outras das consequências do incêndio que já se estendeu ao concelho de Figueiró dos Vinhos, distrito de Leiria. O incêndio de Pedrógão Grande fez 24 vítimas mortais, segundo informações do secretário de Estado Jorge Gomes.

"Estamos a tentar evacuar aldeias completamente cercadas e em muito perigo", sublinhou Valdemar Alves, referindo que as zonas mais afectadas são as de Mosteiro, Vila Facaia, Coelhal, Escalos Cimeiros, Regadas e Graça.

Os bombeiros têm sentido muitas dificuldades no combate às chamas, neste que foi o dia mais quente do ano. "Estamos a todo o custo a ver se nos chegam bombeiros de Lisboa", realçou o autarca, visivelmente abalado, afirmando que a situação é "bastante dramática".

Em S. Paulo, o Estadão e a Folha também acompanharam a situação, com fotografias e a contabilização do número de vítimas que ia sendo apurado.

"Temos muito medo que o fogo venha por aí abaixo e nos atinja", disse também Palmira Coelho, outra moradora, antes de se refugiar em casa para proteger os seus bens. Perto da uma da manhã abraçou emocionado os responsáveis da Proteção Civil e deu "uma palavra de conforto e apoio a todos aqueles que estão a fazer o melhor que podem fazer, fizeram e vão fazer" para combater este incêndio de enormes proporções.