Altice compra Media Capital e reúne com governo português

Negócio fechado por mais de 450 milhões

Negócio fechado por mais de 450 milhões

Segundo este gestor, ou os trabalhadores das áreas não essenciais aceitam esta "agilização", como chamou à transferência para outras empresas da Altice, ou terá de haver despedimentos da PT Portugal.

O grupo de origem francesa já era proprietário desde há dois anos da Portugal Telecom, que engloba marcas como a MEO, o Sapo, a UZO ou a Moche. A PT "já controla a rede de Televisão Digital Terrestre (TDT) e o maior operador de TV por cabo [através da marca MEO], e está a preparar-se para uma operação de concentração e verticalização sem precedentes no sector", alertou o deputado.

O presidente executivo (CEO) da Altice, Michel Combes, afirmou esta sexta-feira que a compra da Media Capital, dona da TVI, por 440 milhões de euros, representa "um forte projecto industrial" para Portugal.

Grupo Altice compra TVI, rádios e a produtora Plural. A Media Capital detém ainda várias rádios e sites. "Não tenho dúvidas que somos, como podem imaginar temos conversas com diferentes políticos do país, sentimo-nos bem-vindos como qualquer investidor estrangeiro", afirmou Combes. "Estou orgulhoso do que foi feito na companhia, pelos trabalhadores e pela empresa", acrescentou. Assim, cerca das 10 horas em Lisboa, as acções da Prisa subiam 15% para 3,16 euros, as da Media Capital avançavam 3,67% para 3,11 euros e as da Altice estavam a valorizar-se 0,45% para 20,14 euros.

um péssimo sinal quando um primeiro-ministro e um Governo sentem que podem actuar desta maneira junto de uma empresa em particular", disse ainda, notando que os sociais-democratas estão "um bocadinho escaldados por ver governos socialistas meterem-se onde não devem" e "ameaçarem aqueles que não vêm ao beija-mão".

"Estamos orgulhosos do investimento que temos feito em Portugal", disse o responsável, lembrando a aposta feita pelo grupo na compra do Meo e na expansão de rede fibra do país.

"Não estamos aqui para fazer política, mas para apresentar um programa industrial forte para o País", garantiu o responsável, assegurando que a Altice tem plano forte para Portugal.

Do lado do PSD, as críticas do primeiro-ministro motivaram um ataque cerrado.

"Não gostaria de comentar as palavras do primeiro-ministro", reagiu ainda o francês, quando instado a comentar as palavras de António Costa no Parlamento onde criticou a redução de quadros na PT Portugal, temendo que seja uma nova Cimpor, e apontando falhas nas comunicações durante os incêndios de Pedrogão. Pedro Passos Coelho refere que nunca tinha visto um primeiro-ministro referir-se assim a uma empresa privada. E ainda deixou críticas à prestação da operadora MEO, no dia da tragédia em Pedrógão Grande, que vitimou 64 pessoas.

"As sinergias com a Altice vão ajudar a Media Capital na sua transformação", continuou.

Marcelo Rebelo de Sousa encontrou-se depois à tarde com os responsáveis do grupo Impresa, detentor da SIC.

A OPA está agora dependente dos pareceres da Autoridade da Concorrência e da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC).

Recommended News