Frio com neve e geada forte a caminho de SC

Previsão do tempo tem possibilidade neve para o Sul do Brasil

Previsão do tempo tem possibilidade neve para o Sul do Brasil

No decorrer da semana, a área com chance de neve aumentou e está sendo indicada não apenas para cidades catarinenses onde o fenômeno costuma ocorrer, como São Joaquim, Urubici e Urupema, mas também para cidades de menor altitude da serra e do planalto gaúcho e das regiões de planalto no sul e no norte de Santa Catarina. A chance de nevar em cidades como Palmas e União da Vitória, no sul do Paraná não pode ser completamente descartada. A possibilidade de neve, ou de fenômenos como chuva congelada, é considerada para as áreas de planalto e serra do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. O fenômeno pode começar já pela manhã, mas as condições são maiores durante a tarde e à noite, a medida que a atmosfera vai ficando cada vez mais gelada. Não há condições para nevar no dia 16 porque o ar ainda não estará suficientemente frio e nem úmido sobre o Sul do Brasil para que haja a formação de nebulosidade e de cristais de gelo. O motivo é uma forte massa de ar polar que chega ao Brasil a partir desta segunda-feira.

No Uruguai, o frio será muito intenso com baixíssima sensação térmica pelo vento forte. É preciso ter umidade para formar as nuvens. Na terça-feira (18), a bola entra com tudo e mais 100 sobre o Sul do Brasil. Os ventos frios de sul que acompanham o sistema e estão associados ao ingresso de uma intensa massa de ar polar na retaguarda da frente favorecem ao declínio acentuado de temperatura nos estados de Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso. Desta vez, as condições para a ocorrência do fenômeno são mais consistentes do que no dia 9 de junho, quando se observou o primeiro evento de neve na Região Sul no outono/inverno de 2017.

Antes de chegar ao Brasil, a massa de ar frio passará pela Argentina e pelo Uruguai, podendo também ocasionar neve. O serviço nacional de meteorologia da Argentina emitiu na sexta-feira, 14, um aviso especial alertando para a possibilidade de nevar em áreas mais elevadas da província de Buenos Aires que ficam no sul/sudoeste da região. Nevava forte com acumulação na Sierra de la Ventana, também na província de Buenos Aires, e na última hora do sábado começou a nevar na cidade de Mendoza, no "llano", o que não ocorrida desde 2013.