Grêmio bate a Ponte Preta e diminui vantagem do Corinthians

Jorge Mendoza fica na Ponte a princípio até o final do Paulistão 2018

Jorge Mendoza fica na Ponte a princípio até o final do Paulistão 2018

Sobre o rodízio de jogadores, que Renato eventualmente faz quando necessita poupar jogadores no Campeonato Brasileiro para jogos decisivos da Libertadores e Copa do Brasil, foi questionado se esse planejamento para a temporada está dando certo e como via isso no atual momento do Grêmio, com o fim do primeiro turno do Brasileirão se aproximando: "A gente estuda jogo a jogo".

Superior no duelo, o Grêmio seguia com a posse de bola, rondando a área alvinegra, e alcançou a virada, para delírio da torcida, de novo com Barrios. Os 10 pontos que separam as duas equipes ainda não são vistos como um problema para o Tricolor, que neste domingo encara a Ponte Preta na Arena, a partir das 16h. "Se o Grêmio vai conseguir uma, ou duas, as três ou nenhuma, a gente não sabe, mas o Grêmio enquanto estiver vivo tem a entrega total nas três competições". Aos 27, os visitantes conquistaram a virada com Elias. Aos 42 minutos, Luan cruzou na área, Ramiro ajeitou de cabeça para Everton que, sem deixar a bola cair, marcou um golaço de cabeça e fechou a goleada: 3 a 1. Nos primeiros minutos da primeira etapa, a equipe de Campinas (SP) mostrou que o jogo não iria ser fácil.

Aranha; Nino Paraíba, Rodrigo, Kadu e Fernandinho; Fernando Bob, Jadson, Wendel e Renato Cajá; Luca e Emerson Sheik.

Aos 46, a Chape ampliou com Lucas Marques, que bateu rasteiro, com força, no canto de Renan Ribeiro.

A Chapecoense foi a 18 pontos com a vitória e subiu quatro posições, chegando ao 12 lugar. Já a Ponte aparece em situação delicada na tabela, com 16 pontos, próxima da zona de rebaixamento.

"Peço desculpas porque me posicionei mal após o jogo do Flamengo".

No começo do primeiro tempo ficou claro qual seria a tática da Ponte. E quem saiu na frente foi o Rubro-Negro. O lateral cruzou para a área e achou Everton, sozinho. O plano da Ponte deu certo e ela abriu o placar aos 34 minutos. Na marca dos 14, Sassá, que havia acabado de entrar, recebeu passe de Diogo Barbosa na entrada da área e, no primeiro toque que deu na bola, superou o goleiro Thiago para deixar tudo igual.

No Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), Vasco e Santos não saíram do 0 a 0. Na etapa final, o Peixe voltou disposto a não se arriscar para segurar o empate e o Cruzmaltino ensaiou uma pressão, mas não conseguiu oferecer grande perigo ao adversário. O Santos foi a 24 e segue na terceira colocação.