Moro rivaliza com Gilmar e defende prisão em 2ª instância

Sentença de Moro que condenou Lula chega à segunda instância

Sentença de Moro que condenou Lula chega à segunda instância

A defesa ainda pediu que a ação seja enviada para outra Vara Criminal, por entender que o processo não tem relação com a 13ª Vara Criminal de Curitiba, do juiz Sergio Moro.

O juiz federal afirmou que esse período caracteriza o fim da impunidade no Brasil, e se caso essa decisão for dada pelos ministros do STF, os condenados poderão adiar suas respectivas penas em anos, igual faziam antigamente, sendo que todos esses condenados da operação Lava Jato e outras investigações que vem acontecendo atualmente para descobrir esquemas de corrupção no sistema governamental brasileiro estão sendo condenados agora, tanto que o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva já foi condenado em primeira instância e terá a decisão de Moro analisada pelo TRF4, tribunal que deve decidir se o petista será preso ou não, caso a regra mudar, o ex-presidente poderá ficar recorrendo durante anos sob a decisão e, quem sabe, ter sua pena absolvida.

A defesa do ex-presidente Lula entregou ao juiz federal Sérgio Moro a resposta à acusação da Lava Jato que o denunciou por corrupção e lavagem de dinheiro nas obras do sítio Santa Bárbara em Atibaia.

Pela Lei da Ficha Limpa, eventual condenação em segunda instância tomaria Lula inelegível em 2018.

A média dos demais recursos, nesse mesmo percurso, foi de 96 dias -ou de 84 dias, se considerada a mediana (valor que divide os casos existentes em dois conjuntos iguais). O andamento dos processos até chegar à 2ª instância variou entre 42 dias e 187 dias.

No total, 31 apelações da Lava Jato tramitam ou tramitaram no TRF-4.

"Caso seja proposital, é bastante preocupante e mostra o voluntarismo da Justiça em protagonizar outros papéis que não o de meramente julgar um caso".

Dias depois da sentença de Sergio Moro, o presidente do TRF-4, Carlos Thompson Flores, disse que a apelação seria julgada em atê um ano e que a proximidade da eleição presidencial poderia influenciar o trâmite da ação. Fatores como a complexidade do caso, o número de embargos apresentados pela defesa e o tempo necessário para a análise pelo juiz interferem, segundo ele.