Duas barragens e dique alagam e pioram situação em Houston (EUA)

Autoridades resgataram duas mil pessoas de inundanções com tempestade Harvey

Autoridades resgataram duas mil pessoas de inundanções com tempestade Harvey

O furacão Harvey chegou na sexta-feira da semana passada à cidade de Corpus Christi, a 260 quilómetros da fronteira com o México, atravessou o Texas para deixar debaixo de água Houston e descarrega agora a sua fúria sobre Cameron, já no estado do Louisiana.

O primeiro voo a partir da quarta maior cidade dos EUA desde que a tempestade a atingiu decolou na noite de quarta-feira.

A tempestade tropical Harvey volta na quarta-feira (30) ao continente e deve provocar mais estragos. O mais recente a contribuir - ou aumentar uma doação, no caso - foi Leslie Alexander, dono do Houston Rockets, da liga de basquete profissional (NBA), que nesta terça-feira subiu de US$ 4 milhões para US$ 10 milhões o valor de sua colaboração.

Enquanto isso, mais de 17 mil pessoas buscam refúgio em abrigos do Texas, informou a Cruz Vermelha.

Em Houston, o Centro de Convenções George R. Brown recebeu centenas de pessoas, enquanto as autoridades se mobilizam para preparar o prédio com 1,8 milhões de metros quadrados de espaço.

Os danos foram estimados em dezenas de bilhões de dólares, o que fez deste um dos desastres naturais mais caros da história dos Estados Unidos.

Há previsão de alívio para Houston. A indústria química notificou os bombeiros por conta do risco de reações químicas que poderiam acarretar em um incêndio no local.

A quarta maior cidade dos Estados Unidos está debaixo d´água e já se prepara para mais chuva.

Representantes do poder público prometeram prestar atenção às lições da Katrina em 2005, quando cerca de 30 mil evacuados passaram dias dentro de um sufocante Superdome com energia e água limitados, e um telhado que estava destruído pelo forte vento. Seus pertences, no entanto, ficarm debaixo d'água. "Agora temos toda essa água entrando e um canal lá fora que está transbordando".

As autoridades municipais estão se preparando para abrigar temporariamente cerca de 19 mil pessoas, com a expectativa de que milhares de outras pessoas precisem de ajuda.