Açúcar: exportação cai 6,74% em agosto, para 2765 milhões de t

Balança apresenta superávit de US$ 5,599 bilhões em agosto

Balança apresenta superávit de US$ 5,599 bilhões em agosto

A receita obtida com a exportação total de açúcar em agosto último foi de US$ 1,048 bilhão, 0,77% maior que a registrada em julho, de US$ 1,040 bilhão, e 7,26% inferior à de agosto de 2016, de US$ 1,130 bilhão. No ano passado inteiro, ele foi de US$ 47,7 bilhões.

No ano, o superávit comercial soma US$ 48,109 bilhões, também o maior resultado da série para o período.

O Brasil que produz vai adiante, apesar do governo.

Com o resultado de agosto, as vendas acumuladas de suco nos primeiros oito meses de 2017 alcançaram 1,305 milhão de toneladas, 15,9% a menos que o total de 1,552 milhão de toneladas embarcado no mesmo período de 2016. De acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira (1°/9) pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, de janeiro a agosto deste ano, a balança acumula superavit de US$ 48,109 bilhões. No mês passado, o país exportou US$ 5,599 bilhões a mais do que importou.

O aumento nas exportações (que levaram o saldo comercial a resultados positivos recordes) é explicada, em parte, pela alta dos preços dos produtos brasileiros no exterior.

No acumulado janeiro-agosto de 2017, registraram crescimento em relação ao mesmo período do ano passado, as exportações de produtos: básicos (+25%), semimanufaturados (+14%), e manufaturados (+10%).

Entre os semimanufaturados, cresceu a exportação de itens como zinco em bruto (76%), celulose (31,1%), semimanufaturados de ferro e aço (26%), ferro ligas (17,6%) e madeira serrada (16,4%). Já as importações somaram 13,876 bilhões de dólares no período, avanço 8% na mesma comparação.

Nas importações, no ano, houve crescimento nas compras de combustíveis e lubrificantes (+36%), bens intermediários (+11%) e bens de consumo (+4,5%), enquanto caíram as compras de bens de capital (-23%).