"Quem liderar na IA, vai mandar no mundo", diz Vladimir Putin

Putin fala com estudantes e afirma que

Putin fala com estudantes e afirma que"a inteligência artificial é o futuro

O primeiro acredita em um futuro otimista para a IA, enquanto o segundo não esconde sua visão negativa sobre o assunto. "Quem se tornar o líder nesta esfera [da IA] vai tornar-se no governante do mundo". Uma declaração que deixou o fundador e líder da Tesla e da Space X inquieto sobre o destino da humanidade.

A discussão na rede social Twitter começou à volta de um post de Elon Musk relacionado com uma notícia de um discurso do presidente russo.

O país que fizer maiores progressos na pesquisa sobre a Inteligência Artificial vai mandar no mundo, avisou Vladimir Putin. Questionado ainda no Twitter sobre se estava a falar de uma guerra criada por máquinas, Musk respondeu que pode ser iniciada por um sistema de inteligência artificial, "se ele decidir que um ataque preemptivo é o caminho mais provável para a vitória". Surge com oportunidades colossais, mas também ameaças que são difíceis de prever.

O desenvolvimento da IA tem sido uma preocupação de segurança nacional crescente nos últimos anos. "A IA é o futuro, não só da Rússia, como de toda a raça humana".

Os EUA e a China estão a desenvolver esta tecnologia e, com as suas declarações, a expectativa de Putin é que as guerras futuras sejam combatidas por países com exércitos formados por drones. "Quando os drones de um dos lados forem destruídos pelos drones do outro lado, não haverá alternativa que não a rendição", atirou.

A inteligência artificial é uma "uma ameaça fundamental para a existência da civilização humana" e as pessoas, de um modo geral, ainda não têm perfeita noção disto, lamentou em julho Elon Musk. Em agosto juntou-se a mais de 100 especialistas nesta tecnologia num pedido para a proibição das armas autónomas.