Produção de veículos em agosto tem melhor resultado desde 2014

Produção de veículos cresce 45,7% em agosto na comparação com o mesmo mês de 2016

Produção de veículos cresce 45,7% em agosto na comparação com o mesmo mês de 2016

As exportações somaram 66.582 veículos, alta de 62 por cento sobre agosto do ano passado, acumulando no ano 506 mil unidades, maior nível desde o pico de 481 mil atingido no mesmo período de 2005. Segundo dados divulgados nesta quarta-feira (06) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), o volume produzido de janeiro a agosto cresceu 25,5% em relação a igual período do ano passado, para 1,74 milhão de unidades.

As vendas internas de máquinas agrícolas e rodoviárias em agosto registraram baixa de 11,4% com relação ao mesmo mês do ano passado: 4,1 mil unidades contra 4,6 mil. Já contra julho deste ano, com 3,9 mil unidades, a elevação foi de 3%. Esse foi o melhor resultado mensal do ano até agora, superando maio, que chegou a 250,9 mil unidades.

O setor continua sendo impulsionado pelas exportações, que bateram recorde no acumulado do ano.

"Ainda temos dados expressivos de desemprego no país, mas os números que estamos apresentando mostram melhora no cenário".

Segundo a Anfavea, receitas com embarques alcançaram US$ 1,46 bilhão no mês passado e US$ 10,3 bilhões no acumulado do ano.

Enfim, a indústria automobilística brasileira começa a dar sinais de melhora, ou pelo menos, um futuro mais promissor, deixando para trás o "fundo do poço". Com isso, o setor acumula, nos oito primeiros meses do ano, a produção de 1,749 milhão de veículos, expansão de 25,5% em relação a igual intervalo de 2016. O segmento, com isso, acumula avanço de 22,5% no ano até agosto, para 50,8 mil unidades.

O aumento do nível de empregos foi considerado o resultado mais importante do mês pelo presidente da Anfavea, Antônio Megale. Em comparação com o mês de julho, houve uma retração de 2,3% nas exportações de agosto, um total de 1.249 unidades frente a 1.279 unidades exportadas do mês anterior. Além dos investimentos anunciados neste mês (em especial o da GM), a produção de veículos, exportação e licenciamentos seguem crescendo.

Em julho, haviam 12.198 funcionários em algum tipo de jornada reduzida (lay oof ou PSE), mas o número foi reduzido para 6.320 trabalhadores.