Tite promove quatro mudanças para duelo contra a Colômbia

Nos braços do povo Seleção treina com estádio lotado e homenagens a Tite Neymar e Coutinho

Nos braços do povo Seleção treina com estádio lotado e homenagens a Tite Neymar e Coutinho

Antes de o primeiro jogador, o lateral-esquerdo Filipe Luís, entrar na recepção, um jovem se atirou por cima da grade e foi para o chão junto com um policial, que tentou contê-lo, numa cena típica de vídeo-cassetada.

Local: Estádio Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla (Colômbia). E todos que estão aqui na Seleção têm a confiança do Tite. Na última semana, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou o preço dos direitos de transmissão para a TV aberta e TV fechada nos próximos cinco anos: R$ 465 milhões, sem contar com a Copa na Rússia.

A segunda etapa iniciou com a Colômbia ditando o ritmo. Mexeu em quase meio time, mas ainda assim manda a campo um time "titular".

O Brasil, por sua vez, foi eficiente na marcação, rápido na saída de jogo e pouco perigoso nas finalizações. Firmino pegou a sobra e chutou no canto. Isso é uma mudança brutal, não consigo entender nem aceitar essa história de que mudou a filosofia e não mudaram os jogadores. E, aos 46, veio o golaço de Willian.

A Colômbia voltou para o segundo tempo disposta a fazer seu gol o mais rápido possível.

Com a igualdade, a torcida se inflamou e a seleção colombiana correspondeu com muita pressão ofensiva. Tanto de um time quanto do outro, diga-se de passagem.

Em 12 eliminatórias que disputou, incluindo a qualificação para chegar à Rússia, o Brasil fez 105 jogos, conquistando 65 vitórias, 28 empates e 12 derrotas, restando ainda três partidas para completar a participação atual. Ele colocou Philippe Coutinho na vaga de Renato Augusto e a seleção equilibrou a partida.

Para o término das Eliminatórias, o Brasil, classificado de forma antecipada, tem ainda pela frente a Bolívia - 5 de outubro, fora de casa - e o Chile - dia 10 de outubro - na Arena do Palmeiras, em São Paulo.

Ospina; Arias, Zapata, Davinson Sánchez e Fabra (Tesillo); Carlos Sánchez, Aguilar; Cuadrado (Chará), James Rodríguez e Cardona (Teo Gutiérrez); Falcao García. A seleção vai enfrentar a Colômbia com Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís; Fernandinho; Willian, Paulinho, Renato Augusto e Neymar; Roberto Firmino.