Janot é flagrado com advogado de Joesley em boteco de Brasília

Janot e Pierpaolo Bottini

Janot e Pierpaolo Bottini

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, teve um encontro informal neste sábado (9) com Pierpaolo Bottini, advogado do acionista da J&F Joesley Batista, em um bar de Brasília.

De acordo com o site, Janot e o advogado conversaram por cerca de 20 minutos. Ambos ficaram em uma mesa de canto, do lado de uma pilha de caixas de cerveja. O procurador geral estava de óculos escuros e não tirou o acessório durante todo o tempo de conversa.

A assessoria de Janot não retornou o contato de O Antagonista.

Será a última semana de Janot no cargo de chefe da Procuradoria-Geral da República. O advogado assinou a petição protocolada no Supremo, após o pedido de prisão feito por Janot, em que colocou o passaporte de Joesley à disposição e pediu audiência com o ministro Edson Fachin, que decretou a prisão do empresário e de Saud.

"Acerca da nota publicada pelo site O Antagonista, a Procuradoria-Geral da República esclarece que o procurador-geral da República frequenta o local rotineiramente". Por uma questão de gentileza, nos cumprimentamos e trocamos algumas palavras, de forma cordial. "Não foi tratado qualquer assunto de natureza profissional, apenas amenidades que a boa educação e cordialidade prezam entre duas pessoas que se conhecem por atuarem na área jurídica". "Foi uma demonstração de que as diferenças no campo judicial não devem extrapolar para a ausência de cordialidade no plano das relações pessoais", afirmou.

Rodrigo Janot ainda não se pronunciou sobre o encontro. Miller trabalhava próximo de Rodrigo Janot nas investigações da operação Lava Jato e era responsável por negociar as delações.