Ex-BBB é condenado por estuprar adolescente e guardar pornografia infantil

Ex-BBB Laércio é condenado a 12 anos de prisão por estupro

Ex-BBB Laércio é condenado a 12 anos de prisão por estupro

O ex-BBB Laércio de Moura foi condenado a 12 anos de prisão pelos crimes de estupro de vulnerável e armazenamento de material contendo cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.

A decisão, que foi tomada no fim de agosto e só foi divulgada apenas agora, foi tomada pela Vara de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba. Ainda cabe recurso. O processo corre em segredo na Justiça.

Laércio, entretanto, já está preso desde maio de 2016, quando se iniciaram as acusações sobre a entrega de bebidas alcoólicas para menores de idade, em especial a uma adolescente de 13 anos; e a acusação de estupro da mesma.

Em entrevista ao portal Uol, o advogado de Laércio, Ronaldo Manoel Santiago, havia dito que o ex-participante do "BBB" estava tranquilo: "Ele tem certeza da inocência dele, só está chateado por permanecer preso".

Vale lembrar que Laércio virou réu no processo após a Justiça do Paraná aceitar uma denúncia do Ministério Público em julho do ano passado. Em depoimento, ele negou as acusações. A delegada Daniela de Andrade afirmou que as investigações concluíram que o ex-BBB teve um relacionamento de três anos com a adolescente.

O BBB [VIDEO] é um dos reality shows mais assistidos e mais envolvidos em polêmicas de toda a TV brasileira. Pois bem, uma das teorias desenvolvidas no ano passado realmente se concretizou: Laércio, participante da 16ª edição do reality, está preso por estupro de vulnerável. A garota entregou aos investigadores prints de conversas que teve com Laércio em redes sociais.