Sul-Americana: Corinthians e Racing empatam em Itaquera

Após duas derrotas seguidas do Corinthians, Carille quebra o silêncio

Após duas derrotas seguidas do Corinthians, Carille quebra o silêncio

Nada feito. Os argentinos saíram de campo mais felizes que os brasileiros e recebem o jogo de volta na próxima quarta-feira, às 21h45, em Avellaneda. Quem viu os primeiros 45 minutos gostou, mas para quem acompanhou o jogo inteiro a história foi diferente, e os argentinos conquistaram um valioso empate em 1 a 1 diante de 25 mil pessoas em Itaquera nesta quarta-feira.

Na arquibancada da arena, um torcedor exibiu uma faixa com os dizeres: "Voltem a jogar como a quarta força", lembrando o período em que o Corinthians era desacreditado, mas colecionava bons resultados e boas atuações. Já o Corinthians tinha problemas na saída de bola e Jadson passava por um segundo tempo apagado. Carille tentou alternativas a partir do gol do Racing e acionou Camacho, Giovanni Augusto e Fellipe Bastos. Tática parecida com a que foi usada por Vitória e Atlético-GO, que venceram na arena. Aos 27, Marciel e Rodriguinho cabeceou no travessão. O Timão tentou a pressão em busca do gol, mas falhou nos passes e não conseguiu retomar a vantagem no marcador. O jovem Marciel, de 22 anos, fez fila, deixou dois para trás e cruzou para Maycon, de 20 anos, outro da base, desviar de leve para as redes. Logo no início da etapa final, Triverio teve chance após giro para cima de Pablo e chute forte no gol de Cássio, que foi bem no lance.

Um primeiro tempo bom. Ela acabou sendo criada graças a um preciosismo e desatenção. O atacante Lisandro Lopez chutou bem de fora da área e Cássio defende, mas dá rebote. No primeiro jogo, os paraguaios ganharam em casa por 1 a 0 e o jogo da volta ocorre nesta quinta-feira, no El Campín, às 21h45.